Processo seletivo dos bolsistas

Hoje, as inscrições para o processo seletivo ocorrem junto a Superintendência da Assistência Social da Universidade de São Paulo – SAS/USP que, a partir de pesquisas e de questionários, faz um cuidadoso levantamento da situação socioeconômica de cada aluno. Esse levantamento é muito detalhado, compreende a apresentação de documentos, atestados e eventual visita à casa do candidato.
De posse da lista de pré-selecionados, ordenados, a AEP faz uma avaliação complementar com foco no desempenho e evolução acadêmica, pois, além de propiciar condições financeiras a Associação também quer assegurar um bom desempenho acadêmico.

Em 2017 concedemos 48 bolsas com valor de R$600,00 mensais, duração de março a dezembro. Além disto o bolsista receberá auxílio moradia e alimentação da USP, Essa queda do número de bolsas e valores, reflexo da crise em que vivemos, não esmorece a AEP. Pelo contrário, constituiu forte estímulo para a criação do Projeto RETRIBUA que além de buscar maior número de apoiadores oferece agora a Mentoria. Cumpre notar que a Escola hoje mantém convênios com universidades europeias para diplomação dupla, envolvendo períodos de até dois anos no Exterior. Nossos bolsistas conseguem ser admitidos em universidades no exterior e a AEP entende que, ao manter as bolsas para os alunos durante esse período, contribuiu para que eles se dediquem mais aos estudos, melhorando seu aproveitamento.
O número de inscrições para o programa de bolsas aumenta a cada ano e o número de qualificados pela necessidade socioeconômica também se eleva, cada vez mais. Para que possa oferecer um número bem maior de bolsas, com valores maiores, a AEP busca mais patrocinadores e mais doações de pessoas físicas e associados. Ademais, busca mentores qualificados como os do nosso quadro atual. Assim nasceu o Projeto RETRIBUA

A partir de 2018, as bolsas estão sendo concedidas primordiamente a alunos do 1º e 2 º anos da graduação e, respeitando a lista da Superintendência da Assistência Social da Universidade de São Paulo – SAS/USP, serão fornecidas mentorias a muitos alunos mesmo que não contemplados com a bolsa

A lista ordenada da SAS fica disponível apenas em maio.

Em 2018, são previstas bolsas de duração de março a dezembro

Compromisso do bolsista

O aluno, ao se qualificar como bolsista, assina um Termo de Concessão da Bolsa de Estudos em que se compromete a:

  • Colaborar, a título de contrapartida, em atividades internas, eventos e/ou palestras organizadas pela AEP

  • Desenvolver, com apoio das ferramentas disponibilizadas pela AEP e do mentor, plano alternativo para assegurar sua independência financeira caso por qualquer motivo não receba a bolsa no ano seguinte.

  • Compromete-se a apresentar o Histórico Escolar da EPUSP no início de cada semestre e, eventualmente, a qualquer momento quando houver solicitação.

  • Retribuir com doação para o programa de bolsas após 3 anos de formado(a)

 Se não atender estes compromissos, sem justificativa, o Bolsista perderá o direito ao recebimento do valor da bolsa no mês e, caso o persista, ocorrerá o cancelamento da bolsa.

 

Acompanhamento do bolsista

O acompanhamento do bolsista se efetiva pela avaliação do desempenho acadêmico, e participação nas atividades de Mentoria.

Origem dos recursos financeiros

A Associação dos Engenheiros Politécnicos opera com doações provenientes de fontes de distinta natureza.

Sumariamente 29,3% de seu orçamento advém da anuidade voluntária de ex-alunos e 71,7% de doações de empresas e pessoas físicas, a maioria das quais são engenheiros politécnicos.

Estas doações, que se efetivam em cotas únicas ou parcelas mensais podem, em suas varias modalidades, ser feitas em